Quais os atuais tratamentos contra câncer que existem?

Muito se ouve falar sobre os benefícios da quimioterapia, radioterapia, cirurgia e até mesmo do transplante de medula óssea como grandes aliados ao tratamento de pacientes com câncer, mas algumas dúvidas ainda giram em torno desses procedimentos.

Você sabe quais os principais tratamentos contra câncer existentes?

Para mostrar a diferença entre cada um deles e tirar algumas das dúvidas mais frequentes, eu separei esse incrível conteúdo pensando especialmente em você. Continue lendo e se surpreenda.

Qual a diferença entre a quimioterapia e a radioterapia?

A Quimioterapia é o tratamento feito com uma medicação (ou uma combinação delas) que interfere no crescimento das células do câncer.

É considerado um tratamento sistêmico, ou seja, age em todo o corpo do paciente e pode ser aplicado via endovenosa ou via oral.

Aprendeu sobre a principal premissa desse tratamentos contra câncer?

Tratamento

A quimioterapia seleciona as células tumorais que estão em crescimento rápido, poupando as células saudáveis.

Porém, algumas células normais do organismo também estão em crescimento rápido, como é o caso das do sangue, cabelo e intestino, e por isso podem ser atingidas pela quimioterapia, causando anemia, queda da imunidade, queda do cabelo, diarreia, náuseas e vômitos.

A quimioterapia pode ser dividida em três tipos:

– Neoadjuvante – Utilizada antes da cirurgia para permitir uma recessão mais conservadora, principalmente no câncer de mama;

– Adjuvante – Realizada após a cirurgia para reduzir o risco de recidiva da doença;

– Paliativa – Aplicada em doença metastática visando controlar o crescimento da doença, aliviar os sintomas e aumentar a sobrevida dos pacientes.

Duração

As aplicações de quimioterapia são realizadas mais comumente em ciclos de 2 a 3 semanas.

No tratamento com intenção curativa, pode durar de 3 a 6 meses. Já no tratamento paliativo, ela pode ser aplicada por tempo indeterminado. Esse também acaba sendo um dos tratamentos contra câncer mais utilizados.

A Radioterapia é um dos tratamentos contra câncer que utiliza radiação de alta energia para danificar o DNA das células tumorais e induzir a morte celular.

Esse tipo de tratamento requer um planejamento bem detalhado para aplicar uma alta dose na área onde está localizado o tumor, sem prejudicar as células saudáveis ao seu redor.

Tratamento

A radioterapia pode ser ministrada externamente ao corpo ou através de sementes radioativas injetadas próximo ao tumor.

Esses procedimentos podem ser utilizados com intenção curativa em casos de câncer de colo de útero, próstata, pulmão, orofaringe, nasofaringe e laringe e também como complementação de uma cirurgia para reduzir o risco de reaparecimento da doença.

Já nos casos metastáticos, que é quando as células cancerígenas já se espalharam para outros locais do corpo, a radioterapia pode ser utilizada para alívio da dor, sangramento local e falta de ar por obstrução das vias aéreas.

Duração

A radioterapia externa é aplicada diariamente e pode durar de 5 a 7 semanas durante o tratamento curativo e de 1 a 2 semanas durante o tratamento paliativo.

Alguns quimioterápicos podem sensibilizar as células tumorais durante a radioterapia, aumentando a eficácia quando trabalhado de forma combinada. Essa combinação pode ser aplicada no tratamento curativo de câncer de colo de útero, pulmão, orofaringe, nasofaringe e laringe.

O transplante de medula óssea é indicado para qual etapa do tratamento?

O Transplante de Medula Óssea é um tratamento que utiliza células precursoras do sangue para substituir a medula óssea doente ou para restaurar as células da medula que foram destruídas pela quimioterapia.

Tratamento

O transplante pode ser feito de duas formas:

– Autólogo – É quando são usadas as células do próprio paciente. Esse tipo é utilizado para tratar doenças que necessitam de altas doses de quimioterapia.

– Alogênico – É quando o paciente possui uma doença em que a sua medula óssea precisa ser destruída e substituída. Neste caso o paciente recebe as células tronco de um doador saudável compatível.

Esse tipo de tratamento é utilizado principalmente no tratamento de leucemias agudas, onde as células do doador ajudam a combater as células doentes do paciente.

Os pacientes candidatos ao TMO devem apresentar boas condições clínicas, nutricionais e doenças controladas.

Atualmente não existe idade limite para a realização do transplante.  Acho que você já entendeu a premissa básica desse famoso tratamento, dentre os tratamentos contra câncer.

A cirurgia também pode ser considerada um tratamento para pacientes com câncer?

O tratamento cirúrgico pode ser realizado com finalidade curativa nos tumores em estágio inicial, como o câncer de mama, próstata, bexiga, pulmão, intestino, estômago, esôfago, cavidade oral, melanoma, tumores ginecológicos e sarcomas.

Existem casos em que a cirurgia curativa pode prejudicar a qualidade de vida do paciente e, por isso, indica-se a radioterapia curativa, como acontece com tumores de orofaringe e laringe.

Já o tratamento cirúrgico paliativo tem como finalidade controlar sintomas que prejudicam a qualidade de vida do paciente, como dor, sangramento, obstrução intestinal ou urinária.

Tratamentos Alternativos

Tratamentos alternativos, como terapias corporais, musicoterapia e reflexologia, entre outros, não possuem comprovação científica.

Em muitos casos, utilizam-se testemunhos de pessoas que observaram algum resultado positivo e, em outros, após a realização de pesquisas clínicas bem conduzidas, como na acupuntura, conclui-se que determinados tratamentos realmente trouxeram resultados satisfatórios.

Antes de iniciar tratamentos alternativos ou um tratamento natural câncer, porém, é imprescindível conversar com o oncologista.

Outros Medicamentos Utilizados No Tratamento Do Câncer

Os tratamentos mais recentes utilizam medicamentos diferentes dos quimioterápicos padrão. Exemplos destes fármacos são a terapia biológica e a terapia alvo.

Terapia Biológica. A terapia biológica ou imunoterapia utiliza o sistema imunológico do corpo para combater o câncer ou diminuir os efeitos colaterais de algumas terapias contra o câncer.

Terapias biológicas diferentes agem de maneiras diferentes.

Podem deter ou diminuir o crescimento das células cancerosas, ajudar as células do sistema imunológico saudáveis a controlar o câncer, ou ajudar a reparar as células normais danificadas por outras formas de tratamento contra o câncer.

Terapia Alvo. Utiliza medicamentos que visam as alterações de um gene específico que ajudam as células cancerosas a crescer e se desenvolver. Ela ataca o funcionamento interno das células cancerosas.

Os medicamentos (remédio natural) alvo têm diferentes efeitos colaterais dos medicamentos quimioterápicos convencionais.

Muitas vezes são administrados junto com a quimioterapia e/ou outros tratamentos contra câncer.

CONCLUSÃO

Espero que você tenha entendido todos os detalhes sobre os principais tratamentos contra câncer.

Gostou do conteúdo? Compartilhe com os seus amigos ou conhecidos e deixe que eles também aprendam todas essas informações.